Adepará inicia campanha de vacinação contra febre aftosa no Marajó

A Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará) inicia nesta quarta-feira, 15, mais uma campanha de vacinação contra a febre aftosa – Etapa Marajó. A campanha, que segue até o dia 15 de outubro, tem duração de 60 dias devido as especificidades da região do Marajó.
O produtor rural é o responsável pela vacinação de seu rebanho, devendo adquirir a vacina dentro do prazo regulamentar da etapa, em uma revenda cadastrada pela Adepará e ir ao escritório da Agência comprovar a vacinação até o dia 30 de outubro.
A campanha tem como alvo 15 municípios do arquipélago do Marajó, conhecido pelo grande rebanho de bubalinos, com mais de 300 mil búfalos. Em 2017, a Adepará teve uma cobertura vacinal na etapa do Marajó de 97%. Este ano, a meta é imunizar mais de 600 mil animais, em 2.209 propriedades.

Em maio deste ano, o Pará deu um passo importante na garantia da qualidade da carne paraense e na eficácia da preservação da sanidade dos animais. O Estado recebeu o reconhecimento internacional de área 100% livre da febre aftosa, durante a programação da 86ª Assembleia Geral da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), em Paris, na França. A entrega ocorreu em conjunto com outros estados brasileiros que também alcançaram a certificação, como Amapá, Amazonas e Roraima.

O objetivo agora é que até 2023 o Brasil possa retirar a vacinação contra a febre aftosa de todos os estados brasileiros. “É um desafio que está posto para os estados, e o Pará está pronto para chegar ao status de livre da aftosa sem vacinação.

O sucesso da retirada da vacinação depende da aplicabilidade bem-sucedida das estratégias da campanha. A transição de categoria para ‘sem vacinação’ favorece a abertura de novos mercados, principalmente para exportação”, explica o diretor geral da Adepará, Luiz Pinto.