Estudantes, carroceiros e escoteiros participam das ações educativas do Detran

0
21

O município de Salvaterra, no Marajó, recebeu durante toda a semana passada até a última segunda-feira (26) as ações educativas do Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran). Mais de 600 pessoas entre estudantes, escoteiros e integrantes da associação local de carroceiros, participaram das atividades.

O objetivo da Coordenadoria de Educação do Detran foi orientar diferentes segmentos que circulam no trânsito de Salvaterra para a garantia de uma convivência mais segura nas ruas. “Nós repassamos informações importantes através de nossas palestras, com ênfase ao comportamento seguro que ajuda a preservar vidas”, ressaltou a gerente de integração, Leila Santos, quem coordenou a equipe. “Trabalhamos com um público diversificado, que incluiu o estudante e o carroceiro porque aqui em Salvaterra é muito comum, assim como no município vizinho, Soure, a circulação de condutores de charretes e eles precisam receber as devidas orientações como estabelece o Código de Trânsito”, ressalta.

De acordo com as informações da coordenadora, 75 escoteiros do grupo Airton Sena participaram da programação realizada na Escola Municipal Frei Zacarias. “Eles serão futuros disseminadores das informações sobre segurança no trânsito. Por isso foi muito importante a participação deles”.

De acordo com Leila Santos, 10 carroceiros que prestam serviços à Prefeitura Municipal foram incluídos nas atividades. O Detran contou com o apoio da Secretaria de Educação de Salvaterra (Semed). “Já estamos planejando a realização de um curso específico para eles que vai envolver também os trabalhadores de Soure. Nesse primeiro momento repassamos informações através de palestras”.

A equipe participou, ainda, de reuniões com lideranças locais e representantes da prefeitura para traçar futuras ações educativas em Salvaterra.

A programação encerrou com as ações para os alunos. Foram visitadas as escolas municipais Joanes – localizada na vila de mesmo nome – Oscarina Santos, Olavo Novaes e Dom Pedro I.

Por Rose Barbosa