A Polícia Civil realizou a prisão em flagrante de Ednaldo Ataíde da Silva, conhecido como “Naldo”, pelos crimes de pornografia infantil, extorsão e falsa identidade. A prisão foi realizada na cidade de Breves, na Ilha do Marajó, por policiais civis da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM) de Breves, com apoio da Delegacia de Melgaço. As investigações mostram que o acusado se passava por um famoso “youtuber” (pessoa que faz vídeos para o YouTube) e, com isso, enganava crianças e adolescentes principalmente meninas.

Dessa forma, explica o delegado Marcus Pinto da superintendência regional da Polícia Civil de Breves, as vítimas eram ludibriadas pelo falsário e acabavam enviando fotos e vídeos íntimos para o suspeito. De posse do conteúdo pornográfico, “Naldo” passava a chantagear as meninas exigindo dinheiro ou programas sexuais com ele para não divulgar as imagens (fotos e vídeos) na Internet.

Os crimes cometidos por Edinaldo chegaram ao conhecimento da Polícia Civil após denúncia de uma vítima. “Ficamos sabendo que o Naldo havia marcado encontro com uma menina de 12 anos que supostamente teria aceitado transar com o investigado. A equipe de policiais civis à paisana ficou monitorando a menor às proximidades da orla de breves, local onde o criminoso havia marcado encontro com a vítima, mais especificamente, em frente a uma loja de construções, e logrou êxito em capturá-lo quando ele abordou a adolescente”, explica o policial civil.

Ao ser preso em flagrante, o acusado ainda tentou se livrar de um telefone celular, porém o aparelho foi apreendido e encaminhado à perícia para uma análise dos arquivos contidos no objeto. Ednaldo está preso à disposição da Justiça para passar por audiência de custódia na sede do Fórum de Breves.

Com informações da Polícia Civil.